Educação Médica

Uma visão geral

A formação do médico inicia-se na graduação, mas não termina com a formatura. O médico nunca será um profissional acabado. Isso ocorre porque se trata de arte muito complexa e em constante evolução. Complexa porque envolve muitas habilidades: cognitivas (informação e memorização), crítico-analítica (investigação diagnóstica), psicomotoras (habilidades em diversos procedimentos), afetivas e interpessoais (relação médico-paciente). Os médicos recém-formados possuem muita informação, mas geralmente apresentam deficiência na  capacidade de operacionalização destas. E a medicina é atividade essencialmente prática.

Quando iniciam a prática, descobrem que precisam complementar a formação e desenvolver muitas habilidades fundamentais. E dada a constante e rápida evolução das ciências médicas, o médico precisa se manter atualizado. A nossa proposta é desenvolver cursos para aprimoramento das habilidades clínicas, a serem aplicadas no cuidado dos pacientes, na beira do leito. Para isso, unimos a nossa experiência acadêmica em uma das melhores instituições de ensino médico do país, com a experiência profissional de cenários reais.